Eu sou a Teresa, sou casada há 24 anos e tenho 3 filhos.

Para mim, ser mãe é um dom de ser mulher e uma missão para toda a vida. Ser mãe é estar ao serviço do amor, é ser impelida pelo amor infinito e incondicional que Deus tem por mim a amar o serviço da família e da vida. Ser mãe não é tarefa fácil, implica sofrimentos, sacrifícios e alguma angústia, mas é imensamente gratificante e as alegrias que os filhos proporcionam superam largamente qualquer dificuldade.

Enquanto mãe católica sempre procurei educar os meus filhos na fé, o que nos dias de hoje é bastante complicado porque há muitos apelos e muitos atrativos que procuram afastar os jovens da graça e do amor de Deus. É aqui que conto com a ajuda de Deus, que pela Sua graça quis que eu não vivesse a minha vocação à maternidade sozinha, mas sim em união com o meu marido, em aliança com Nossa Senhora e integrada num grupo da União Apostólica de Mães de Schoenstatt.

Passo a explicar estas “ajudas”. Eu e o meu marido ajudamo-nos mutuamente. Procuramos ambos crescer na fé para podermos ajudar os nossos filhos a crescer na fé, procuramos sempre estar a atentos e a par do que se passa na vida dos nossos filhos e queremos estar em sintonia para não nos desautorizarmos. Acreditamos que assim nos complementamos, eu sou melhor mãe e ele melhor pai.

Desde 2004 que vivo em aliança de amor com Nossa Senhora. Esta Aliança de Amor é um convite a consagrarmos o nosso coração a Maria, e com Ela caminharmos para Deus. Ao longo destes anos a Mãe do Céu tem sido a minha educadora, com Ela aprendi a estar mais atenta, a tentar descobrir Jesus nos acontecimentos do dia-a-dia e a encontrar um Deus que me ama e que conta com a minha colaboração. Assim, também a minha maternidade é vivida em Aliança com Maria confiando que Ela educará os meus filhos sempre que eu não for capaz e no que eu não consigo influenciar e criará uma família onde reine o amor de Deus em todas as circunstâncias da vida.

Conto ainda com a ajuda da União Apostólica de Mães de Schoenstatt que é formada por pequenos grupos de mulheres casadas, inspirados pela pedagogia e espiritualidade do Pe. Kentenich, fundador do Movimento Apostólico de Schoenstatt, onde há partilha de vida, formação, oração, e onde aprendemos umas com as outras. O nosso lema é “Caritas Christi urget nos!” (1 Cor 5,14). É o amor de Cristo que nos impele a assumirmos o nosso papel apostólico, no meio em que vivemos (família, trabalho, movimento, paróquias, etc).

Assim, a minha maternidade não se esgota na família e sinto que hoje tenho muito mais do que os meus 3 filhos, já que em cada projeto apostólico sou mãe de muitos filhos!

Teresa Tudela Martins

Paróquia de Linda-a-Velha