Chamo-me Tiago Lucas, tenho 16 anos e pertenço à paróquia de Évora de Alcobaça. Este é o meu segundo ano na comunidade do Seminário de Penafirme e frequento o 11º ano.

Como poderei agradecer ao Senhor por tudo aquilo que Ele já fez na minha vida? Antes de mais deu-me o dom da vida, uma família e quis que eu fosse Seu filho, batizando-me. Levou-me à Igreja e deu-me a conhecê-Lo. Fez caminho comigo na catequese e no Pré-Seminário, e foi aí no Pré que Ele me chamou ao Seminário. Um “SIM” era a resposta que o Senhor queria e, por isso, “SIM” foi e é hoje a minha resposta.

No seminário Ele oferece-me uma comunidade, rapazes que estão neste caminho que é Jesus. E como não poderia deixar de ser, tal como no caminho que Jesus fez, onde sofreu, onde passou por momentos de maior dificuldade e muitas tentações, também este caminho de seminário é difícil, traz muitas dificuldades, mas isto também podemos agradecer ao Senhor, por podermos dessa forma ir carregando a cruz como Ele carregou…

Além disto, o Seminário oferece-nos outras coisas muito boas: a Eucaristia todos os dias, a confissão, a Equipa Formadora, ou seja, padres que estão todos os dias prontos para nos ajudarem a crescer como Homens e Santos. Como poderei agradecer ao Senhor por tudo isto?

Este ano, sou especialmente chamado a dizer “SIM” a Deus com as minhas obras, pois a Palavra que nos acompanha este ano é: “Pela minha Fé te mostrarei as minhas obras”. A minha vocação passa por ir dizendo “SIM” todos os dias quando Ele me chama, em especial no serviço, na oração e até no estudo.

Peço então, que nesta semana dos Seminários rezem por mim, pois ainda tenho muitas dificuldades, muito para crescer e muito para combater… Rezem também por todos os outros seminaristas. “A messe é grande mas os trabalhadores são poucos. Rogai portanto ao senhor da messe que mande operários para a sua messe.”

Tiago Lucas, Seminarista do 11º ano do Seminário de Nossa Senhora da Graça de Penafirme, Paróquia de Évora de Alcobaça