Este domingo somos convidados a aprofundar o sentido da Fé. É concretizado por Jesus no Evangelho ao ser interpelado pelos Apóstolos que Lhe pedem uma Fé maior.

Os Apóstolos conviviam de perto com Jesus, colaboravam com Ele na pregação, davam testemunho da Sua Pessoa e ao mesmo tempo eram aqueles que sentiam ter menos Fé. Sentiam que não tinham capacidades para anunciar Jesus. Por vezes, na nossa vida também nos sentimos frágeis, também não somos capazes de reconhecer o dom da Fé, e os restantes dons que Deus nos dá para nos colocarmos ao serviço dos outros, para fazermos o bem ao nosso próximo que necessita de ajuda, de uma palavra de carinho e de coragem ou apenas de um sorriso capaz de encorajar, ainda que este próximo nos seja desconhecido.

Hoje apesar de termos todas as condições para dar testemunho somos muitas vezes sufocados com aquilo que a sociedade nos oferece de efémero e convidados a ficar parados, mas isso nunca nos levará à verdadeira felicidade.

Como nos diz S. Paulo na segunda leitura já temos esse dom da fé dentro de nós, estamos preparados para dar testemunho com a nossa vida ao mundo e àqueles que nos rodeiam, o Senhor está a chamar por nós, mas é preciso que acolhamos a Sua voz no mais íntimo do nosso coração.

O nosso anseio é querer mudar o mundo, ordenar a uma árvore que se transplante para outro local e ela obedeça, ou ter uma fé capaz de mover montanhas, anunciar o nome de Jesus, mas sozinhos não o conseguiremos. Por isso mesmo, é uma graça ter a Igreja e sermos Igreja, tornando assim esse caminho possível. Comecemos primeiro por investir no nosso interior, sendo ele o motor do nosso exterior. Certamente, não faltarão oportunidades para sermos instrumentos de Deus: dentro de nossa casa, aos nossos amigos, mesmo aqueles que não acreditam em Jesus, no local de trabalho, na escola, na universidade, na noite, junto dos pobres, etc…

Só assim conseguiremos reconhecer e implorar ao Senhor que “Aumente a nossa fé” e ser capazes de O anunciar.

Nesta semana damos início a um novo projecto: entrevistas semanais a pessoas de diferentes vocações (já definidas ou em construção). Em cada semana teremos aquilo a que chamamos “A pergunta da semana”, à qual o nosso convidado responderá. Esperamos que sirva de testemunho e que através destes rostos palpáveis nos sintamos interpelados a levar uma vida mais entregue a Deus.

Esta semana entrevistámos o Padre José Miguel Pereira.

Domingo XXVII do Tempo Comum | Ano C